Ainda o racionamento no SNS

Há uns tempos escrevi no Visto por Dentro sobre os riscos de racionamento no SNS e a obrigação política do Governo de analisar o problema e tornar pública essa avaliação.

Paulo Macedo, um ministro que passou por esta crise ao comando de uma das áreas que mais cortou na despesa, tem o seu mandato associado a esse sucesso, mesmo sem reformas que se vejam. Isso é pouco, especialmente para um ministro da Saúde. E pode vir a ser chocante. É por isso urgente e é sua obrigação analisar o impacto da austeridade nos resultados e nos serviços prestados pelo SNS. O risco é daqui a uns anos olharmos para trás e percebermos que, afinal, estava tudo tão claro e não fizemos nada.

Desde então sucederam-se notícias sobre problemas graves na saúde que tornam ainda mais

O Pedro Pita Barros escreveu um texto interessante sobre a inevitabilidade do racionamento em Saúde, especialmente em tempos de crise.  O Governo parece responder a apelos desesperados, mas faria melhor em contratar uma a análise externa ao que está, afinal, a acontecer na Saúde.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s